7 dicas para estudar de forma mais eficiente

estudar de forma eficiente

Podemos de forma bem genérica, definir a palavra “estudar” como a maneira que adquirimos novas habilidades e conhecimentos. E com toda certeza, é melhor focar na eficiência desse estudo do que na quantidade, pois, alguns cientistas afirmam  que estudar muito pode causar o chamado “overlearning”. Ou seja, estudar muito buscando decorar cada detalhe de determinado assunto pode ser pouco eficiente. 

Lembre-se que a capacidade que temos de relembrar certo conteúdo possui um limite, que é consideravelmente menor do que nossa capacidade de estudar.

Portanto, neste post vou te apresentar 7 dicas para estudar de forma mais eficiente e garantir sua aprovação na prova que esteja focado em realizar. 

1. Evite a curva do esquecimento!

Um dos fatores mais importantes quando o assunto é estudo!

Em uma determinada pesquisa, foi comprovado que quando você assiste uma aula pela primeira vez ou começa a estudar algo novo, sua retenção chega a ser de 80% do que aprendeu se você fizer uma revisão 24 horas depois desta aula.

Confira a tabela a seguir para melhor compreensão.

Logo, a curva do esquecimento ocorre quando nosso cérebro entende que certa informação é irrelevante, criando novos espaços em “branco” para novas informações.

Então, quanto menos determinado conteúdo é estudado, menos relevante ele vai se tornando para o nosso cérebro. Por esse motivo é tão importante você evitar a curva do esquecimento para estudar de forma mais eficiente.

Assista o vídeo abaixo para entender mais sobre essa curva!

2. Estude por materiais impressos

Os aparelhos eletrônicos são excelentes quando o assunto é praticidade. No entanto, algumas pesquisas apontam que quando se trata de estudar, os materiais impressos levam mais vantagem.

Mais de 85% dos alunos entrevistados nesta pesquisa acima citada, disseram que preferem uma cópia impressa a um dispositivo eletrônico.

Além disso, os alunos necessitam de mais repetições para aprender quando leem o assunto através de uma tela do computador em comparação ao material impresso. 

Na minha opinião, o material por meio eletrônico deixa você mais vulnerável a distrações, enquanto que o material impresso não, desde que você tenha a consciência de deixar as distrações fora do alcance (principalmente o celular). 

3. Utilize a recordação ativa

Essa dica chega a ser bem óbvia, pois, ler e reler os materiais faz com que o estudante tenha a falsa sensação de que aprendeu de fato o conteúdo, mas não é verdade!

primeiros passos no mundo do direito

É interessante praticar a recordação ativa, literalmente fechando o livro e recitando tudo o que você consegue lembrar, exercitando assim, sua memória de longo prazo.

4. Faça muitos exercícios

Assim como aplicar a recordação ativa, a prática de exercício vai incentivar seu cérebro a relembrar o conteúdo. Logo, é fundamental que você teste esse conhecimento e perceba se precisa se dedicar mais a matéria A ou matéria B, por exemplo.

Se está se preparando para uma prova em específico, você pode resolver as edições anteriores. No caso da OAB, você pode facilmente conseguir no próprio site do Exame da Ordem.

Mas, é interessante você exercitar também através de simulados com questões inéditas, beleza?

5. Ensine para alguém o que você aprendeu

Se você chega ao ponto de ensinar para outra pessoa, significa dizer que estudou de forma eficiente. E de acordo com especialistas, aprendemos ainda mais quando praticamos esse estudo ativo por meio do ensino.

Isso porque quando ensinamos para alguém, precisamos nos preparar para as possíveis dúvidas, ou seja, estudamos mais e com muito mais atenção.

Se por algum motivo estiver com vergonha de ensinar para alguém, você pode simplesmente ensaiar antes! Caso não seja possível, imagine que está com outra pessoa na sala de aula ou poste um vídeo no youtube ou instagram, pois ali você estará agregando conteúdo para várias pessoas que foi explicado por você! Incrível né?

6. Estude quando estiver cansado

Essa dica com toda certeza é estranha. Mas faz sentido!

Pense o seguinte, quando você estuda ao está mais cansado momentos antes de dormir, seu cérebro pode, de fato, reter mais informações. Existe até um termo conhecido como “sleep-learning”, que traduzindo para o português fica “aprendizado do sono”.

Ou seja, o processo de construção da memória está em seu ápice durante o sono. Logo, a revisão do material antes de dormir pode ajudar na retenção das informações.

7. Mude o método de estudos quando desanimar

Estudar de forma eficiente requer muita motivação e disciplina. O que fazer quando estamos desmotivados?

Bom, uma solução para esse problema é modificar seu método de estudo, ou seja, se você costuma estudar por videoaulas no youtube e ir fazendo anotações, mude! 

Ouça podcast, leia livros, utilize flashcards, enfim, diversifique sua forma de estudar pois vai ser um excelente amigo na hora do foco.

Essas dicas foram úteis para você? Deixe nos comentários qual delas você costuma aplicar na sua rotina de estudos.

MAPAS MENTAIS OAB

Sobre o Autor

Césary Matheus
Césary Matheus

Acadêmico de direito, redator e fundador do Blog Destrinchando o Direito.

1 Comentário

O que achou do conteúdo? Deixe seu comentário!


Solicitar exportação de dados

Use este formulário para solicitar uma cópia de seus dados neste site.

Solicitar a remoção de dados

Use este formulário para solicitar a remoção de seus dados neste site.

Solicitar retificação de dados

Use este formulário para solicitar a retificação de seus dados neste site. Aqui você pode corrigir ou atualizar seus dados, por exemplo.

Solicitar cancelamento de inscrição

Use este formulário para solicitar a cancelamento da inscrição do seu e-mail em nossas listas de e-mail.